MATRÍCULAS

Receba informações

Olimpíadas Científicas

Alunos do Colégio Etapa são premiados na IOI 2020

Por Colégio Etapa em 24/09/2020
A IOI 2020 ocorreu virtualmente entre os dias 13 e 19 de setembro.

Carolina Moura Valle Costa e Yan Matheus Tavares e Silva, alunos do Colégio Etapa, conquistaram duas medalhas de bronze na edição de 2020 da Olimpíada Internacional de Informática (IOI).

A competição, que ocorreu virtualmente entre os dias 13 e 19 de setembro, contou com a participação de 343 competidores oriundos de 87 países. Esta foi a primeira vez que a IOI foi realizada de forma totalmente digital.

Inicialmente, o torneio desse ano ocorreria presencialmente em Cingapura. Contudo, devido à pandemia da Covid-19, o comitê organizador decidiu realizar a competição nos países de origem dos estudantes. No caso dos alunos do Etapa, as provas foram aplicadas no Instituto de Computação da Universidade Estadual de Campinas (IC/Unicamp).

A delegação brasileira que disputou a IOI 2020 contou com quatro competidores. Além dos medalhistas do Colégio Etapa, o nosso aluno Willian Wang e um estudante do Ceará também participaram da competição.  

 

Uma conquista histórica

Nossa aluna Carolina Moura Valle Costa é a primeira menina a representar o Brasil na Olimpíada Internacional de Informática, integrando o seleto grupo de 16 garotas que participaram da edição desse ano. A jovem está na 2ª série do Ensino Médio e quebrou um jejum de dez anos, pois a última vez que um estudante dessa faixa etária foi selecionado para a competição foi em 2010. Tradicionalmente, a IOI conta com participantes mais velhos.

Com isso, Carolina poderá participar de mais duas edições do torneio e fazer história como a brasileira que mais participou da IOI.

 

Etapa é premiado na IOI 2020.

Da esq. para a dir.: Yan Matheus Tavares e Silva, Carolina Moura Valle Costa, Willian Wang e o professor André Sousa, que liderou a delegação. 

 

Histórico do Etapa na IOI

O Colégio Etapa participou da IOI pela primeira vez em 2006. Desde então, os nossos alunos já conquistaram uma medalha de ouro, quatro medalhas de prata e cinco de bronze.

 

Sobre a IOI

A Olimpíada Internacional de Informática foi criada em 1989, na Bulgária, e é considerada a maior competição de Informática do mundo para estudantes do Ensino Médio. A IOI tem o objetivo de incentivar o estudo da Informática por meio do intercâmbio de experiências científicas e culturais.

Durante o torneio, os competidores precisam demonstrar suas habilidades sobre diversos temas relacionados à Tecnologia da Informação como, por exemplo, a capacidade analítica e a interpretação de programações, design de algoritmos, estruturas de dados, entre outros.

 

Conheça os nossos alunos premiados na
IOI 2020:

 

Carolina Moura Valle Costa

Carolina Moura Valle Costa, 15 anos, nasceu na Cidade do México e atualmente mora com os pais em São Paulo. A família escolheu o Colégio Etapa Vila Mariana por conta da tradição da nossa escola em competições científicas de Exatas, pelas quais Carolina sempre se interessou.

No último ano, após ingressar nas equipes olímpicas do Colégio, a jovem começou a colher os frutos de sua dedicação aos torneios: em 2019, ela conquistou uma medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Informática (OBI); uma medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP); e uma menção honrosa na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM).

Já em 2020, Carolina conquistou uma medalha de prata no Torneio Meninas na Matemática (TM²) e uma medalha de bronze na Olimpíada Europeia de Matemática para Garotas (EGMO).

E, mais recentemente, a jovem conquistou uma medalha de ouro na Competição Ibero-Americana de Informática e Computação (CIIC), que ocorreu no mês de agosto. Carolina foi a garota melhor classificada no torneio e encerrou a sua participação em 4º lugar no ranking geral.

A aluna conta que o maior desafio das competições é lidar com o desapontamento quando as coisas não saem como o esperado. “Muitas vezes o estudante se prepara o ano todo para o torneio e não consegue se sair bem por conta do nervosismo ou porque não estava em um dia bom. Contudo, é importante encarar o resultado negativo como o combustível que o impulsionará nas próximas competições. O erro também traz muito aprendizado”, afirma.

No intervalo das preparações, Carolina se dedica às Artes e à Filosofia, que são disciplinas com as quais ela também tem afinidade, além das Ciências Exatas. E fora da escola ela se divide entre a atividade física, a Literatura e as séries de televisão.

 

Yan Matheus Tavares e Silva

Yan Matheus Tavares e Silva, 17 anos, é natural de Tatuí (SP) e atualmente mora com a família na capital paulista. O jovem iniciou os estudos no Etapa em 2018, motivado pelos resultados dos alunos do Colégio nos vestibulares brasileiros e nos processos de seleção das universidades internacionais.

“Eu cursei o Ensino Fundamental em uma escola muito boa que utilizava o Sistema Etapa, na cidade de Tietê (SP). Por isso, quando viemos para São Paulo, eu e a minha família concluímos que o Etapa era a melhor escolha para eu cursar o Ensino Médio”, relembra.

Yan participa de competições científicas desde o Ensino Fundamental e já conquistou medalhas importantes em vários torneios. “Quando cheguei ao Etapa, eu participei de algumas aulas preparatórias para as olimpíadas de Informática, Linguística e Matemática. E com o passar do tempo, eu comecei a me identificar mais com os desafios da Informática e essa matéria passou a ser o centro da minha vida acadêmica”, explica.

Durante o Ensino Médio, o jovem conquistou três medalhas em competições regionais: duas de ouro no Canguru de Matemática em 2018 e em 2019; e uma de prata na Olimpíada Paulista de Matemática (OPM) em 2018.

Já nas competições nacionais, ele ganhou: duas medalhas de ouro na Olimpíada Brasileira de Informática (OBI) em 2018 e em 2019, sendo que essa última lhe rendeu a classificação para a IOI 2020; e uma medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) em 2018.

Isso sem falar na conquista mais recente: uma medalha de ouro Top Gold, destinada ao participante com a melhor nota entre os medalhistas de ouro, na Competição Ibero-Americana de Informática e Computação (CIIC) de 2020.

Yan conta que o maior desafio enfrentado durante sua trajetória olímpica até hoje foi a prova seletiva para a IOI e não uma competição. “Os outros estudantes tinham uma elevada capacidade técnica e o número de vagas era pequeno. Confesso que precisei redobrar a atenção e dominar o nervosismo para demonstrar as minhas aptidões. Felizmente, deu tudo certo”, diz.

No intervalo das preparações para as competições, o jovem gosta de cozinhar, praticar esportes e assistir filmes e séries com os amigos.

 

Conheça mais sobre o Colégio Etapa

Artigos Recomendados

Cadastre-se e fique sabendo das novidades