Filtre Por Categoria
Filtre por Categorias

Como passar nos vestibulares de Medicina? Confira 7 dicas

Confira sete dicas que podem te ajudar a passar nos vestibulares de Medicina!

Estudar Medicina é o sonho de muitos vestibulandos! Mas conquistar a tão sonhada aprovação nessa carreira pode ser um grande desafio para os estudantes. Isso porque os vestibulares de Medicina estão entre os mais concorridos do país. Além disso, as notas de corte desse curso tendem a ser altíssimas. Na última edição do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), por exemplo, os candidatos precisaram somar, em média, 814,93 pontos para serem classificados em uma das opções ligadas a essa carreira.

Por isso, se você deseja ser o próximo vestibulando a ser aprovado nesse curso, precisa começar a se preparar com antecedência. Neste post, nós explicamos como funcionam os principais vestibulares de Medicina do Brasil, além de compartilhar sete dicas que podem te ajudar a conquistar uma vaga nessa carreira. Confira a seguir!

 

Como funcionam os vestibulares de Medicina?

“Os vestibulares de Medicina variam de acordo com as instituições de ensino. A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), por exemplo, possui uma prova de conhecimentos gerais eliminatória na primeira fase e dois exames dissertativos, com questões mais específicas, na segunda etapa. Nessa fase, os candidatos aos cursos de Medicina tendem a resolver provas de Biologia e Química, além de Geografia e/ou Física”, explica Edelvan Gabana, médico ortopedista formado pela Universidade de São Paulo (USP) e professor do curso de Medicina Integral do Curso Etapa.

“Esse padrão é seguido pela maioria dos vestibulares, como na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e na Universidade Estadual Paulista (Unesp). Contudo, recentemente, alguns processos seletivos fugiram do formato tradicional. Um exemplo é a Faculdade Albert Einstein, que aplica uma prova padrão na primeira fase e realiza entrevistas na segunda etapa, nas quais os candidatos precisam responder sobre temas sociais ou relacionados à Medicina. O intuito é avaliar se os estudantes possuem algumas competências que os exames tradicionais não conseguem avaliar, como ética, desenvoltura e comportamento”, afirma Gabana.

“Há ainda as faculdades de Medicina que utilizam as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como forma de ingresso. Vale destacar que se trata de uma prova clássica, que cobra conhecimentos gerais e, por vezes, básicos, mas que exige muita atenção e preparo físico. Sem falar que, nos últimos anos, a presença de questões contextualizadas e interdisciplinares tornou-se uma tendência tanto neste exame quanto nas primeiras e, principalmente, nas segundas fases de outros vestibulares”, destaca Gabana.

 

Vestibulares de Medicina - Confira as maiores notas de corte no SiSU

 

“Dessa forma, os estudantes são estimulados a desenvolverem um raciocínio crítico, uma vez que as provas exigem uma capacidade de interpretar e de associar diferentes informações em textos, tabelas e gráficos em situações que, muitas vezes, fogem do escopo do Ensino Médio”, complementa Gabana.

“Por isso, os estudantes que desejam ingressar em um curso de Medicina devem sempre buscar a pontuação máxima, visto que as notas de corte para essa carreira estão cada vez mais altas. Para tanto, eles não podem deixar de estudar determinado assunto ou disciplina simplesmente porque não gostam, pois isso poderá fazer a diferença para sua aprovação”, avalia Gabana.

“No caso dos vestibulares mais tradicionais, é importante que os tópicos de Biologia, Física e Química estejam na ponta da língua, visto que essas matérias costumam fazer parte das provas específicas dessa carreira. Além disso, os exames de Português e de Redação tendem a ter um peso enorme nos vestibulares de Medicina, uma vez que essas matérias podem ser utilizadas como critério de desempate entre os candidatos”, conclui Gabana.

 

7 dicas que podem te ajudar a passar nos vestibulares de Medicina

1) Elabore um plano de estudos

“Os vestibulares de Medicina são como uma maratona, não uma corrida de 100 metros. Por isso, dividir os estudos ao longo do ano é fundamental, visto que a quantidade de matérias que precisam ser estudadas, fixadas e revisadas é muito grande. Nesse sentido, os estudantes não devem deixar para se preparem de última hora. É importante se planejar com antecedência para adquirir todo o conhecimento necessário, levando em conta que todas as disciplinas são importantes”, afirma Gabana.

“Além disso, os estudantes devem manter o ritmo e uma constância com os estudos ao longo de todo o período pré-vestibular. Nesse sentido, é fundamental encontrar um equilíbrio na sua rotina de estudos para manter o ritmo até o final”, acrescenta Gabana.

 

2) Dê a devida importância a todos os conteúdos

“Como as notas de corte dos cursos de Medicina são muito altas, qualquer detalhe poderá fazer a diferença. Por isso, os estudantes não devem menosprezar nenhum conteúdo, deixando-os de lado só porque não se dão bem com determinada disciplina, pois um bom desempenho nas matérias que não são específicas para essa carreira pode ser o diferencial de um candidato”, avalia Gabana.

“Isso porque, geralmente, os vestibulandos de Medicina costumam ir muito bem nas provas de Biologia, Física e Química. Então um bom jeito de se destacar nas provas é se sair bem nas questões de Geografia, História, Matemática e Português, por exemplo”, sugere Gabana.

 Baixe agora o modelo de cronograma de estudos do Etapa

 

3) Utilize boas técnicas de estudo

“Decorar os conteúdos, por exemplo, pode não ser um bom método de estudo, já que os estudantes precisam reter o conhecimento a longo prazo. Para tanto, você precisa entender os limites físicos do seu corpo, o que inclui fazer pausas programadas durante os estudos para se alongar, beber água e comer. Assim, quando você voltar a estudar, conseguirá manter o foco”, aponta Gabana.

“Outra boa estratégia para evitar o cansaço e o sono é intercalar os conteúdos de áreas do conhecimento diferentes. Assim, você poderá alternar períodos de estudo que exijam mais a capacidade de leitura e de interpretação textual com a resolução de exercícios que demandam raciocínio lógico. Dessa forma, você conseguirá manter a atenção por mais tempo”, destaca Gabana.

 

4) Avalie-se constantemente

“Desenvolver o autoconhecimento é fundamental tanto durante a preparação para os vestibulares quanto no dia a dia de um médico. Por isso, durante a preparação para os exames, avalie se as técnicas de estudo utilizadas são, de fato, as mais adequadas para você. Esteja aberto a repensar a forma que estuda cada matéria, considerando seu perfil e as particularidades das disciplinas. Avaliar diferentes métodos de estudo poderá lhe ajudar a corrigir erros que, antes, você não conseguia enxergar”, reflete Gabana.

“Ademais, é importante fazer os simulados como se fossem as provas, e não apenas por serem obrigatórios ou fazerem parte do planejamento do seu cursinho pré-vestibular. Aproveite esses momentos para treinar algumas estratégias que poderá aplicar no dia dos exames, como a organização das matérias em uma sequência e a determinação de pausas programadas. Além disso, os simulados também devem ser usados para preparar seu psicológico para os dias das provas. Simule os vestibulares analisando todos os detalhes e considerando diferentes surpresas que possam ocorrer”, complementa Gabana.

 

5) Informe-se sobre os vestibulares que irá prestar

“Em um jogo de Copa do Mundo, uma parte crucial da preparação é estudar como o time adversário costuma jogar e quais são as principais características dos seus jogadores. No vestibular também é importante conhecer detalhadamente as provas que você irá prestar, considerando desde o tempo de duração até a linguagem e o volume de questões”, explica Gabana.

“Além disso, vale a pena conhecer o local onde você irá prestar cada prova, para que possa programar seu deslocamento até lá. Assim, você estará mais preparado, o que aumenta a confiança e lhe deixa menos sujeito a imprevistos que possam te desestabilizar”, conclui Gabana.

 Vestibulares de Medicina - Conheça as melhores universidades do Brasil

 

6) Cuide da sua saúde

“Para alguns estudantes, pode parecer difícil realizar uma atividade física regular durante a preparação para os vestibulares. Porém, organizando um bom cronograma de estudos, é possível”, ressalta Gabana.

“Para tanto, você deve se programar para dar uma pausa nos estudos e fazer alguma atividade física leve por, pelo menos, duas ou três vezes na semana. Manter o corpo ativo, assim como ter uma alimentação balanceada e boas noites de sono, lhe ajudará a ficar mais disposto e com a saúde em dia. Afinal, ninguém quer perder dias de estudo ficando doente”, pondera Gabana.

 

7) Acredite em si mesmo

“Os vestibulares de Medicina são bastante exigentes e concorridos. Por isso, é possível que muitos estudantes enfrentem algumas adversidades ao longo da preparação até concretizarem o sonho de conquistar uma vaga em uma instituição de ensino superior. Nesse sentido, é fundamental ter em mente que, todos os anos, diversos estudantes são aprovados no curso de Medicina, e são pessoas normais, de carne e osso, que batalharam para atingirem suas metas, assim como você”, declara Gabana.

“Por isso, acreditar em si mesmo é essencial. Com foco, dedicação e disciplina, você também conseguirá a tão sonhada aprovação. Agarre essa certeza com todas as forças e a utilize como uma fonte de inspiração durante a preparação. Acredite em você que vai dar certo”, finaliza Gabana.

 

Gostou dessas dicas sobre como passar nos vestibulares de Medicina? Então compartilhe esse conteúdo nas suas redes sociais para ajudar os colegas que você deseja do seu lado na hora de comemorar o nome na lista. Estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube!

Descubra como montar um cronograma de estudos para o Enem
Confira 5 dicas de como ter foco e disciplina nos estudos
Posts relacionados
Conheça os melhores cursos de Engenharia do Brasil
Conheça os melhores cursos de Engenharia do Brasil
Descubra como montar um cronograma de estudos para o Enem
Descubra como montar um cronograma de estudos para o Enem
O que é e como funciona o SiSU?
O que é e como funciona o SiSU?

Comment

Cadastre-se no Blog

Cadastre-se no blog