<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=277882379290217&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Filtrar por Categoria
Filtrar por categoria

13 filmes para estudar para o Enem

Utilizar filmes para estudar para o Enem pode te oferecer outras perspectivas sobre temas relevantes. Clique no link para saber mais!

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a porta de entrada para inúmeras instituições de ensino superior do Brasil e do exterior. Os estudantes brasileiros podem utilizar as notas obtidas nessa prova no Sistema de Seleção Unificada (SiSU), no Programa Universidade para Todos (ProUni), no Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) e até mesmo nos processos seletivos de algumas universidades de outros países, como Portugal, Estados Unidos e Canadá.

Para isso, é importante ter um cronograma de estudos que te ajude a se organizar, considerando tanto os horários que exigem comprometimento, disciplina e foco total quanto os momentos de lazer e de descanso. Os vestibulandos também podem unir os períodos de distração a um jeito diferente de aprender coisas novas. E uma boa forma de fazer isso é utilizando filmes para estudar para o Enem.

Diversas obras cinematográficas abordam fatos históricos ou tópicos que costumam ser cobrados nas questões de Filosofia, Geografia e Sociologia desse exame, enquanto outros longa-metragens apresentam temas que podem ser utilizados como repertório sociocultural na redação do Enem, a partir de diferentes pontos de vista.

Pensando nisso, nós convidamos dois professores do Colégio Etapa para elaborar uma lista com sugestões de histórias fictícias e baseadas em fatos reais que podem ajudá-lo a se preparar para esse exame. Continue a leitura para conferir!

 

13 filmes para estudar para o Enem

1) Munique: No limite da guerra (2021)

Essa obra apresenta a história de dois amigos que se veem em lados opostos durante as negociações do Acordo de Munique – tratado estabelecido entre a Alemanha, a França, a Itália e o Reino Unido em 1938, mas que foi desrespeitado por Adolf Hitler no ano seguinte, colaborando para o início da Segunda Guerra Mundial.

“Além da belíssima reconstituição histórica, vale destacar o papel do ator britânico Jeremy Irons, que interpreta Neville Chamberlain, um primeiro-ministro inglês que foi bastante criticado por seu sucessor, Winston Churchill, por insistir na “Política de Apaziguamento” com a Alemanha nazista”, afirma Thomas Wisiak, coordenador de Filosofia, História e Sociologia do Colégio Etapa.

 

  • Disponível em: Netflix.

 

2) Não Olhe para Cima (2021)

Tal filme, que conta com nomes consagrados do cinema mundial – como Meryl Streep e Leonardo di Caprio –, retrata a história de dois astrônomos que descobrem um cometa em rota de colisão mortal com a Terra. Os personagens principais precisam lidar com líderes políticos, a imprensa e a opinião pública para tentar impedir que a vida no planeta seja extinta.

“Entre os grandes temas contemporâneos apresentados na trama e que podem servir como repertório sociocultural para a redação do Enem, estão o negacionismo científico e as relações de poder do Estado e da mídia”, declara Simone Motta, coordenadora de Português do Colégio Etapa.

 

  • Disponível em: Netflix.

 

3) Getúlio (2014)

O longa-metragem conta como foram os últimos dias de vida de Getúlio Vargas, ex-presidente do Brasil que cometeu suicídio em 1954, após viver uma crise política sem precedentes, devido ao Atentado da Rua Tonelero – no qual o jornalista brasileiro Carlos Lacerda sofreu uma tentativa de assassinato.

“A trama não entra em detalhes sobre as polêmicas da administração federal da época, focando nas conversas e nos pensamentos íntimos do então presidente após ser acusado de ser o mandante do crime contra seu principal inimigo político. Dessa forma, destaca-se tanto a figura controversa de Getúlio Vargas quanto as mudanças econômicas, políticas e sociais proporcionadas da época”, comenta Wisiak.

 

  • Disponível em: Apple TV, Google Play e Netflix.

 

4) As sufragistas (2015)

A obra conta a história de mulheres que se opuseram ao machismo que existia no início do século XX e lutaram pela igualdade de gênero e pelos direitos femininos. "Temas como relações de poder, feminismo, estereótipos, além do contexto sociopolítico do início do século XX, que são abordados nesse longa-metragem, podem ser úteis para a resoluções de questões no Enem", assegura Motta.

 

  • Disponível em: Globoplay e Star+.

 

5) A Escavação (2021)

Esse filme retrata uma das mais importantes descobertas arqueológicas da Inglaterra no século XX: um navio funerário anglo-saxão com mais de mil anos. “Além do cuidado em revelar os desafios e as particularidades do trabalho arqueológico, a obra aborda a complexidade em torno de artefatos históricos”, avalia Thomas Wisiak.

 

  • Disponível em: Netflix.

 

6) Guerra ao Terror (2008)

Essa trama conta a história de um grupo de soldados americanos do esquadrão antibombas em missão na Guerra do Iraque. “A partir desse enredo, é possível fazer uma análise sobre a violência em suas diversas facetas, como a questão do terrorismo, por exemplo. A obra também permite discussões sobre a relatividade do tempo em meio a ocasiões estressantes, como conflitos armados, por exemplo”, aponta a coordenadora de Português do Colégio Etapa.

 

  • Disponível em: Google Play, Netflix e Prime Video.

 

7) Radioactive (2019)

Nesse longa-metragem, a atriz britânica Rosamund Pike interpreta a cientista polonesa Marie Curie, que fez importantes descobertas em relação à radioatividade, o que fez com que ela se tornasse a primeira mulher a receber um Prêmio Nobel. “Ao retratar os desafios enfrentados e as conquistas de uma mulher em um meio predominantemente masculino, o filme remete à interdisciplinaridade existente na temática da condição feminina”, ressalta Wisiak.

 

  • Disponível em: Netflix.

 

8) O Show de Truman (1998)

Nessa trama, o ator canadense Jim Carrey interpreta Truman Burbank, um vendedor de seguros que vive, sem saber, em um reality show. O personagem fictício tem o seu dia a dia exibido em tempo integral na televisão desde que era um bebê.

“Em um mundo em que os realities disputam a atenção dos telespectadores, a discussão sobre a questão da privacidade é muito pertinente. A história, que pode fazer intertextualidade com “1984, de George Orwell, ainda trata da superficialidade das relações humanas e da falsa liberdade”, reitera Simone Motta.

 

  • Disponível em: Apple TV, Globoplay, Google Play, HBO Max, Prime Video e Telecine.

 

9) O Jogo da Imitação (2014)

A vida do matemático britânico Alan Turing, interpretado pelo ator também britânico Benedict Cumberbatch, é o tema desse longa-metragem. O filme mostra como a equipe de Turing conseguiu desvendar códigos nazistas utilizados em mensagens enviadas durante a Segunda Guerra Mundial.

“A obra explora as relações entre o Estado e o avanço científico, além de retratar a história daquele que é considerado o percursor da Ciência da Computação”, explica o coordenador de Filosofia, História e Sociologia do Colégio Etapa.

 

  • Disponível em: Google Play, HBO Max e Prime Video.

 

10) A Última Floresta (2021)

Esse documentário brasileiro, que combina ficção com o cotidiano real da tribo indígena Yanomani, aborda a luta dos seus integrantes para que suas tradições e seus costumes sejam preservados. “A partir dessa trama, que traz o desaparecimento de uma civilização como tema principal, é possível fazer uma análise sobre diferentes culturas, procurando entender quais são as semelhanças e as diferenças entre os processos de aculturação, por exemplo”, analisa Motta.

 

  • Disponível em: Netflix.

 

11) Hannah Arendt: Ideias que chocaram o mundo (2012)

Esse filme conta a história de Hannah Arendt – filósofa judia-alemã que desenvolveu o conceito “Banalidade do Mal” após ter acompanhado o julgamento de Adolf Eichmann, considerado como um dos principais responsáveis pelo Holocausto.

“Diante da difícil tarefa de apresentar a trajetória de uma pensadora no cinema, a diretora alemã Margarethe von Trotta encontra uma excelente solução, retratando-a em meio às polêmicas que viveu após a publicação da obra em que abordava sua controversa ideia”, justifica Thomas Wisiak.

 

  • Indisponível em serviços de streaming.

 

12) AmarElo É tudo para ontem (2020)

O documentário do rapper brasileiro Emicida traz cenas dos bastidores do seu álbum “AmarElo”, ao mesmo tempo em que discute o racismo e a desigualdade social decorrente do preconceito racial.

“A obra também aborda a importância das contribuições da cultura africana para a história brasileira ao longo dos séculos, podendo ser utilizada como base para o desenvolvimento de diversas propostas de intervenção na redação do Enem", sugere a coordenadora de Português do Colégio Etapa.

 

  • Disponível em: Netflix.

 

13) Chatô, o rei do Brasil (2015)

Trata-se de uma adaptação do livro homônimo que o escritor brasileiro Fernando Morais escreveu sobre Assis Chateaubriand – fundador dos Diários Associados, o maior conglomerado de empresas de mídia do país no século XX. A trama mostra o protagonista em meio a um delírio, acreditando estar em um programa de televisão, no qual ele é julgado em horário nobre para todo o Brasil.

“Dessa forma, o filme consegue retratar a personalidade polêmica de Chatô, com um toque bem-humorado. Além disso, o longa-metragem evidencia o papel marcante desse personagem para a política e a cultura brasileiras entre 1930 e 1960. Vale a pena fazer uma consulta prévia à sua biografia para um melhor entendimento sobre as passagens representadas na história”, conclui o coordenador de Filosofia, História e Sociologia do Colégio Etapa.

 

  • Disponível em: Netflix.

 

Gostou dessas sugestões de filmes para estudar para o Enem? Então baixe o Manual do Vestibulando, um e-book gratuito do Curso Etapa com informações exclusivas sobre os principais exames do país.

 

E-book Manual do Vestibulando: um guia completo para você conquistar a tão sonhada aprovação

8 indicações de livros para a Educação Infantil
Humanas, Exatas ou Biológicas: com qual área você tem mais afinidade?
Posts relacionados
Como a interdisciplinaridade pode aparecer nos vestibulares
Como a interdisciplinaridade pode aparecer nos vestibulares
O que é e como funciona o Novo Ensino Médio?
O que é e como funciona o Novo Ensino Médio?
Simulação da ONU: o que é e como funciona
Simulação da ONU: o que é e como funciona

Inscreva-se no blog

Inscreva-se no blog