MATRÍCULAS

Receba informações

Olimpíadas Científicas

Alunos do Colégio Etapa conquistam medalhas na IMO 2021

Por Colégio Etapa em 23/07/2021
No total, a equipe que representou o Brasil na IMO 2021 conquistou duas medalhas de prata, três de bronze e uma menção honrosa.

O Brasil conquistou suas primeiras medalhas antes mesmo
do início dos Jogos Olímpicos de Tóquio!

Quatro alunos do Colégio Etapa foram premiados na 62ª edição da Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), considerada a maior competição do mundo para estudantes do Ensino Médio. No total, nossa equipe olímpica conquistou duas medalhas de prata, uma de bronze e uma menção honrosa.

“O nível de complexidade da IMO 2021 foi superior em comparação com os anos anteriores. Apesar disso, nossos alunos conquistaram esses resultados graças aos treinamentos que receberam no primeiro semestre. Certamente, essa experiência os motivará a seguir treinando para as próximas edições do torneio”, afirma Régis Prado Barbosa, coordenador de olimpíadas de Matemática do Colégio Etapa.

Inicialmente, a IMO 2021 seria realizada na cidade de São Petersburgo, na Rússia. Contudo, devido à pandemia da Covid-19, a competição ocorreu virtualmente entre os dias 18 e 24 de julho em dezenas de polos olímpicos ao redor do mundo, com o intuito de evitar o deslocamento dos estudantes entre os países.

No caso do Brasil, as provas foram aplicadas no Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME/USP) e na Universidade Federal do Ceará (UFC). A cerimônia de encerramento está prevista para o dia 24 de julho, às 9h (horário de Brasília), no canal da IMO no Youtube.  

Formada por seis integrantes, a equipe que representou o Brasil na IMO 2021 conquistou duas medalhas de prata, três de bronze e uma menção honrosa, encerrando a competição em 35º lugar no ranking geral. No total, o torneio contou com a participação de 619 estudantes de 107 países.

 

Confira a relação dos alunos medalhistas:

  • Marcelo Machado Lage – medalha de prata;
  • Olavo Paschoal Longo – medalha de prata;
  • Gustavo Neves da Cruz – medalha de bronze;
  • Pedro de Oliveira Lengruber Lack – menção honrosa.

 

MULTI preparação

Para participar da 62ª edição da Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), nossa equipe olímpica realizou uma série de treinamentos com professores estrangeiros renomados, incluindo dois docentes da Phillips Exeter Academy, considerada a melhor escola preparatória para competições científicas dos Estados Unidos.

Durante quatro meses, nossos alunos tiveram a oportunidade de conhecer novas perspectivas sobre o estudo da Matemática, contando com a experiência de profissionais que já trilharam esse mesmo caminho e ainda conquistaram medalhas na IMO.

 

Histórico do Colégio Etapa na IMO

Nossos alunos participam da competição desde 1994 e, até o momento, já conquistaram 5 medalhas de ouro, 22 de prata e 21 de bronze. O Etapa permanece sendo a escola brasileira que mais obteve ouros na IMO – se fôssemos um país, estaríamos à frente de importantes nações, como a Dinamarca, a Noruega e a Nova Zelândia, por exemplo.

 

Sobre a Olimpíada Internacional de Matemática (IMO)

A Olimpíada Internacional de Matemática (IMO) ocorreu pela primeira vez em 1959, na Romênia, e é considerada a maior, mais antiga e prestigiada competição científica destinada aos estudantes do Ensino Médio.

O evento ocorre anualmente, sempre em um país diferente - com exceção dos anos 1980, 2020 e 2021 -, com o intuito de oferecer novas experiências aos estudantes e o intercâmbio cultural entre as nações participantes.

Cada país pode enviar uma delegação de até seis integrantes para a IMO, além do líder de equipe, um vice-líder e observadores, se desejado. Durante a competição, os jovens também participam de um programa de integração, turismo e conhecimento sobre Matemática promovido pelo comitê organizador de cada edição (este ano, o país-sede foi a Rússia).

 

Conheça os alunos que participaram da IMO 2021:

Marcelo Machado Lage – medalhista de prata

Marcelo Machado Lage nasceu em Minas Gerais e mudou-se para São Paulo em 2019 para estudar no Colégio Etapa, interessado nas preparações para as competições estudantis. O aluno tem o chamado “perfil olímpico”, termo utilizado para se referir a quem dedica a maior parte do tempo aos estudos, com o intuito de conquistar os primeiros lugares nos rankings desse tipo de torneio.

Essa característica contribuiu para que Marcelo ganhasse diversas medalhas ao longo da sua trajetória escolar. Na Olimpíada Paulista de Matemática (OPM), foram um ouro (2020) e uma prata (2019). Já na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), ele ganhou um ouro (2019) e ainda encerrou a competição em 1º lugar no ranking geral do Nível 3 – Ensino Médio.

O jovem também conquistou um bronze (2019) na Olimpíada de Matemática do Pacífico Asiático (APMO); uma prata (2019) na Olimpíada de Matemática do Cone Sul; e as medalhas mais expressivas, que lhe renderam a classificação para as seletivas da IMO 2021: um ouro (2020) e o 1º lugar na classificação geral do Nível 3 – Ensino Médio, além de um bronze (2019) na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM).

“A participação em olimpíadas é um exercício de autoconhecimento. Por meio delas eu me senti mais seguro e confiante para estudar e perseguir as minhas metas pessoais e acadêmicas”, avalia.

 

Olavo Paschoal Longo – medalhista de prata

Olavo Pascoal Longo é paulistano e iniciou os estudos no Colégio ainda no Ensino Fundamental II, com o intuito de se desenvolver nas disciplinas de Ciências Exatas. “Logo que cheguei ao Etapa, fui apresentado às aulas preparatórias para as olímpiadas de Matemática e compreendi que a minha vocação era lidar com esses desafios acadêmicos”, relembra.

Desde então, Olavo tem participado de diversos torneios, conquistando resultados expressivos: na OBM, foram duas medalhas de ouro (2019 e 2020), sendo que esta última lhe rendeu a classificação para as seletivas da IMO 2021.

Sua lista de medalhas também inclui uma prata (2020) na Olimpíada Ibero-Americana de Matemática (OIM); um ouro perfeito¹ (2019) e uma prata (2020) na Olimpíada de Matemática do Cone Sul; além de um ouro (2018) e uma prata (2019) na OPM.

“Acredito que o maior desafio das competições é resolver os problemas com calma e precisão. O estudante que souber equilibrar o conhecimento acadêmico com a inteligência emocional terá boas chances em olimpíadas culturais”, aconselha.

 

Gustavo Neves da Cruz – medalhista de bronze

Gustavo Neves da Cruz nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e morou com a família em Minas Gerais, até se estabelecer na cidade de São Paulo (SP), ocasião em que conheceu o Colégio. “O que me motivou a escolher o Etapa foi a diversidade e a qualidade das preparações olímpicas”, diz.  

O jovem participa de competições estudantis de Física, Informática, Matemática e Química desde o Ensino Fundamental II e já conquistou medalhas em diversas olimpíadas. Porém, ele não esconde a preferência pelos torneios matemáticos. “A Matemática é a linguagem que conecta todas essas matérias, então eu procuro aprimorar meus conhecimentos por meio dessa interdisciplinaridade”, conta.

Além do bronze recebido na IMO 2021, o jovem também conquistou uma medalha de ouro (2020) e uma de bronze (2019) na OBM; uma de ouro (2019) e uma de prata (2020) na Olimpíada de Matemática do Cone Sul; e uma de bronze (2020) na APMO. As conquistas dele ainda incluem um ouro (2019) na OBMEP; uma prata (2019) e um bronze (2020) na OPM.

Para Gustavo, a experiência de participar dessas competições vai além das medalhas e do aprendizado. “Acredito que a participação em olimpíadas nos traz maturidade para lidar com os desafios e ainda fortalece os laços de amizade entre os competidores. Ao longo dos anos, conheci muitas pessoas que hoje são minhas amigas”, destaca.

 

Pedro de Oliveira Lengruber Lack – menção honrosa

Pedro de Oliveira Lengruber Lack nasceu em Nova Friburgo (RJ) e chegou a São Paulo em 2019 para estudar no Colégio. “Dois fatores foram decisivos para que eu escolhesse o Etapa: a reconhecida tradição em preparar os alunos para as olimpíadas estudantis e, ainda, o suporte oferecido para quem pretende concorrer a uma vaga nas universidades do exterior”, explica.

E foi no Colégio Etapa que Pedro alcançou algumas de suas maiores conquistas olímpicas: na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), ele obteve uma medalha de ouro em 2019, bem como na Olimpíada de Matemática da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (OMCPLP). Já na OBM, o jovem conquistou uma prata (2020) e um bronze (2019). A lista de resultados do estudante também inclui um ouro (2020) na OPM e uma prata (2020) na Olimpíada Brasileira de Linguística (OBL).

“O maior desafio da trajetória olímpica é manter a confiança viva mesmo quando não alcançamos o resultado que queremos. Em 2020, não consegui me classificar para uma competição que tinha o desejo de participar e fiquei muito frustrado, duvidando até mesmo do meu potencial olímpico. Apesar disso, continuei me dedicando e consegui me classificar para a IMO. Sem dúvidas, esse resultado foi uma resposta para muitas dúvidas que eu tinha sobre meu rendimento e me motivou a alcançar metas ainda maiores”, ressalta.

 

¹Ouro perfeito: medalha destinada ao estudante que acertou todas as questões da prova.

 

Conheça mais sobre o Colégio Etapa

Artigos Recomendados

Cadastre-se e fique sabendo das novidades