Filtre Por Categoria
Filtre por Categorias

Saiba por que fazer simulados vai te ajudar na hora da prova

Se você já sabe por que fazer simulados, pode aproveitar essa técnica de estudo da melhor forma possível. Confira algumas dicas no post!

Os simulados são uma das melhores formas de se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e os grandes vestibulares do país. Isso porque, como o próprio nome já indica, esse tipo de teste simula as provas que os estudantes enfrentarão, o que lhes permite fazer uma autoavaliação e melhorar a preparação.

Quer saber mais? Então descubra por que fazer simulados e confira algumas dicas para melhorar seu desempenho.

 

Como funciona um simulado?

Os simulados apresentam características semelhantes às dos exames, o que garante que os candidatos conheçam melhor o vestibular antes do dia da prova.

“Essas simulações são preparadas de acordo com o formato, o projeto gráfico, o número de questões, o grau de dificuldade, o tempo de duração, a metodologia e os conteúdos mais cobrados nos exames oficiais. Além disso, esses testes também antecipam as tendências para a próxima edição dos vestibulares. Assim, os estudantes conseguem ter uma dimensão real sobre os exames que irão prestar”, explica João Pitoscio Filho, coordenador Pedagógico do Curso Etapa.

 

Por que fazer simulados?

Além de permitir que os candidatos entendam melhor os vestibulares, esse tipo de teste também contribui para uma evolução progressiva. “Durante a preparação para as provas, os estudantes passam por uma bateria de testes que seguem a programação das aulas. E a cada edição, novos assuntos são cobrados, para além daqueles já vistos nos testes anteriores. Desse modo, os vestibulandos vão se preparando de forma gradual para os exames”, afirma Pitoscio.

Os simulados também são uma forma dos candidatos elaborarem e testarem suas próprias estratégias de resolução de provas. “Quando pensamos nesse tipo de teste, a ideia principal é fazer com que os estudantes façam uma simulação a mais próxima possível dos exames que irão prestar, tanto em relação aos conteúdos cobrados quanto no que diz respeito às estratégias de resolução das questões”, afirma Marcelo Dias, coordenador do Grupo Etapa.

“Na Fórmula 1, por exemplo, quanto mais um piloto correr em uma determinada pista, mais preparado ele ficará para a prova oficial. E é exatamente isso que ocorre com os vestibulandos que fazem muitos simulados. Ao participarem de muitas simulações dos exames que irão prestar, eles conseguem se preparar teoricamente e desenvolver as melhores técnicas para fazerem uma boa prova”, complementa Dias.

Pensar em táticas de resolução das questões contribui para que os candidatos consigam controlar melhor o tempo de resolução de cada exame. “Os grandes vestibulares do país e o Enem diferem quanto ao tempo dado aos estudantes para resolverem as questões. E como os simulados variam de acordo com a prova que foi utilizada como modelo, os vestibulandos conseguem desenvolver uma estratégia própria para cada vestibular”, destaca Pitoscio.

“Além disso, ao fazerem simulados periodicamente, os candidatos adquirem mais preparo mental e condicionamento físico para enfrentar os exames, já que os testes possuem condições semelhantes às das provas. E esse é um fator decisivo, pois os simulados podem ajudar os vestibulandos a ficarem menos ansiosos enquanto aguardam a chegada do vestibular”, acrescenta Pitoscio.

Por último, vale destacar que os simulados são uma das ferramentas que trazem os melhores resultados sob o ponto de vista do aprendizado. “Antes de fazerem esses testes, os estudantes se preparam por meio do estudo da teoria, da elaboração de resumos e da resolução de exercícios. Além disso, ao corrigirem os simulados, os vestibulandos têm a oportunidade de conhecer seus pontos fortes e suas deficiências, o que lhes permite reforçar o estudo de assuntos que impactaram o seu resultado”, aponta Pitoscio.

 

Quais são as principais dicas para se sair bem nos simulados?

O desempenho nos simulados pode indicar o quanto você está preparado para os vestibulares. Por isso, é importante aproveitar esse momento da melhor forma possível. “É importante fazer os simulados com muito empenho, pois a dedicação e a motivação dos estudantes podem interferir diretamente nos seus resultados nesses testes e nas provas oficiais”, reforça Dias.

Durante a preparação para os simulados, é essencial saber qual é o exame representado. “Isso possibilita que os estudantes determinem a melhor estratégia a ser usada durante o teste. Alguns estudantes preferem resolver as questões na sequência que aparecem, enquanto outros optam por começar pelas matérias que possuem mais ou menos facilidade. É importante que a estratégia seja definida antes de começar a prova para que os vestibulandos controlem melhor o tempo”, esclarece Pitoscio.

“Ademais, é indicado levar uma garrafa de água para se hidratar e alimentar-se durante os simulados, dando preferência a alimentos como frutas, nozes e castanhas, por exemplo. Por último, devido à pandemia da Covid-19, os grandes vestibulares e o Enem obrigarão os candidatos a usarem máscaras. Por isso, quando fizerem os simulados, os estudantes também devem usá-las, para irem se acostumando”, conclui Pitoscio.

 

Agora que você já sabe por que fazer simulados, pode aproveitar essa técnica de estudo da melhor forma possível. Quer conhecer outros métodos que podem te ajudar a conquistar a tão sonhada vaga na universidade? Nas redes sociais do Curso Etapa você encontra mais dicas e as últimas atualizações sobre os vestibulares. Então aproveite e nos siga no Facebook, Instagram e Youtube!

 

Conheça mais o Curso Etapa

Saiba como estudar atualidades para o Enem
Confira 10 dicas de estudantes aprovados no vestibular
Posts relacionados
O que é e como funciona o SiSU?
O que é e como funciona o SiSU?
Os 7 melhores métodos de estudo para ir bem nas provas
Os 7 melhores métodos de estudo para ir bem nas provas
3 dicas de como escolher um cursinho pré-vestibular on-line
3 dicas de como escolher um cursinho pré-vestibular on-line

Comment

Cadastre-se no Blog

Cadastre-se no blog