MATRÍCULAS

Receba informações

Olimpíadas Científicas

Aluno do Etapa é premiado na Olimpíada Internacional de Matemática

Por Colégio Etapa em 27/09/2020
A Olimpíada Internacional de Matemática ocorreu entre os dias 21 e 27 de setembro, por meio de prova virtual.

Bernardo Peruzzo Trevizan, aluno do Colégio Etapa, conquistou medalha de prata na 61ª edição da Olimpíada Internacional de Matemática (IMO). Considerada a maior competição do mundo para estudantes do Ensino Médio, a IMO ocorreu virtualmente entre os dias 20 e 27 de setembro de 2020.

Destaque para o desempenho coletivo do Brasil, que encerrou a competição em 10º lugar no ranking geral, superando países como o Canadá, a Hungria e o Japão. Essas nações são reconhecidas pela excelência acadêmica demonstrada no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), coordenado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“O resultado do Brasil na IMO é motivo de alegria para todos os brasileiros e um grande incentivo para continuarmos com o nosso trabalho, oferecendo treinamentos cada vez melhores para os estudantes que participarão das próximas edições”, afirma Régis Prado Barbosa, coordenador de olimpíadas de Matemática do Colégio Etapa.

A equipe que representou o Brasil na IMO era composta por seis estudantes, incluindo o nosso aluno Bernardo. No total, eles conquistaram uma medalha de ouro e cinco de prata. Em 2020, o torneio contou com a participação de 616 competidores de 105 países.

 

Histórico do Etapa na IMO

Até o momento, os alunos do Colégio Etapa conquistaram cinco medalhas de ouro, 20 de prata e 20 de bronze na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO).

 

Resultados do Brasil na IMO

O Brasil participa da IMO desde 1979 e, até hoje, os estudantes brasileiros já ganharam onze medalhas de ouro (sendo que cinco delas foram conquistadas por alunos do Etapa), 48 medalhas de prata, 79 de bronze e 33 menções honrosas. Inclusive, o Brasil é o país que detém o maior número de premiações da América Latina.

 

Treinamentos

Geralmente, a preparação para a Olimpíada Internacional de Matemática ocorre em São Paulo, onde os estudantes selecionados se reúnem para participar de treinamentos ministrados por professores brasileiros e estrangeiros.

Este ano, por conta da pandemia da Covid-19, uma força-tarefa de professores se mobilizou para realizar treinamentos virtuais, nos quais os estudantes fizeram simulados e listas de exercícios em casa e ainda puderam esclarecer todas as dúvidas com os docentes.

 

Sobre a IMO

Criada em 1959, na Romênia, a Olimpíada Internacional de Matemática (IMO) é a maior e mais conceituada competição científica para estudantes do Ensino Médio do mundo.

Desde então, o evento tem ocorrido anualmente, com exceção de 1980, sempre em um país-sede diferente. Contudo, a edição de 2020 ficará marcada como a primeira na qual os competidores não se reuniram para a aplicação das provas.

Em virtude da pandemia causada pela Covid-19, os estudantes competiram em seus países de origem, em locais determinados pelo comitê organizador. No caso do Brasil, as provas foram aplicadas em Fortaleza (CE) e no Rio de Janeiro (RJ).

Apesar do distanciamento social, a organização da IMO realizou uma série de eventos virtuais, com o objetivo de recriar a atmosfera de aprendizagem que o evento presencial proporciona aos jovens.

Entre os destaques estão: o tour virtual pelos pontos turísticos da Rússia, país-sede da edição, e um ciclo de palestras que contou com a participação de matemáticos renomados, incluindo o professor húngaro József Pelikán, que conquistou três medalhas de ouro na IMO durante o Ensino Médio e, atualmente, é considerado um dos personagens mais importantes da história da competição.

 

Conheça o nosso aluno medalhista:

Bernardo Peruzzo Trevizan, 18 anos, nasceu no Rio Grande do Sul e mudou-se para São Paulo em 2017, após conquistar uma bolsa de estudos no Colégio Etapa Vila Mariana.

O jovem descobriu que tinha vocação para as competições científicas de Matemática ainda no Ensino Fundamental e ganhou dezenas de medalhas nos últimos anos.

Entre as principais conquistas de Bernardo estão: uma medalha de prata (2020) e duas medalhas de bronze na Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), em 2018 e 2019; uma medalha de ouro na Cyberspace Mathematical Competition (CMC), em 2020; e uma medalha de ouro (2019) e uma de prata (2018) na Olimpíada Ibero-Americana de Matemática (OIM).

O histórico olímpico de Bernardo ainda inclui uma medalha de prata na Olimpíada de Matemática do Pacífico Asiático (APMO), em 2019; uma medalha de ouro na Olimpíada Iraniana de Geometria (IGO), em 2019; e duas medalhas de ouro (2017 e 2019) e um ouro especial (2018), destinado ao estudante que atinge a pontuação máxima, na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM).

Bernardo conta que a motivação para ser um MULTI medalhista surgiu a partir dos desafios encontrados durante a preparação para os torneios.

“Os conteúdos cobrados nas competições vão além das disciplinas que nós aprendemos na grade regular. No caso das olímpiadas, não basta aplicar uma fórmula para encontrar a resposta da questão. O estudante precisa analisar cada situação para descobrir o método de correção e demonstrar ao comitê organizador o passo a passo necessário para obter uma determinada resposta”, explica.

“Para mim, é muito divertido resolver as provas dessas competições porque eu tenho a oportunidade de exercer a minha criatividade e o meu raciocínio lógico. A cada olímpiada, eu descubro métodos surpreendentes de resolução e adquiro experiências que certamente serão úteis nos próximos torneios”, finaliza Bernardo.

 

Conheça mais sobre o Colégio Etapa

Artigos Recomendados

Cadastre-se e fique sabendo das novidades