Filtre Por Categoria
Filtre por Categorias

5 dicas para estudar Matemática para o Enem

estudar Matemática para o Enem

Matérias que envolvem cálculo costumam ser uma pedra no sapato de muitos pré-vestibulandos — principalmente para aqueles que não se identificam com a área das Ciências Exatas. Entretanto, não é possível fugir da necessidade de estudar Matemática para o Enem. Afinal, ela é uma das partes fundamentais do exame.

Mas temos uma boa notícia: o estudo da Matemática não precisa ser tão difícil assim. Neste post, vamos dar dicas para que você consiga se organizar para aprender os assuntos importantes e ter um bom resultado nas provas. Vamos lá?

 

1. Conheça as matérias mais cobradas no Enem

Que tal já sair na frente para prestar o exame sabendo quais são as matérias que mais aparecem nas provas do Enem? Essa é uma estratégia muito interessante para ir melhor preparado e não ter muitas surpresas ao ler as questões.

"Na hora de estudar, é sempre bom fazer provas dos anos anteriores. Isso ajuda o aluno a se ambientar com o que enfrentará no dia do Enem", explica o coordenador de Matemática do Grupo Etapa, Alexandre Borges. Assim, é possível perceber certos padrões e identificar os assuntos que são incluídos com mais frequência. O melhor é que você não precisa ter esse trabalho, pois muitos professores já fizeram essa tarefa de avaliar o Enem e listar os temas.

 

Em Matemática, é muito comum encontrar questões que abordem:

  • Funções;
  • Geometria Plana e Espacial;
  • Cálculo de área e volume;
  • Probabilidade, Análise Combinatória e Estatística;
  • Porcentagem e juros;
  • Progressão Aritmética e Geométrica;
  • Interpretação de dados e análise de gráficos;
  • Problemas;
  • Variáveis proporcionais.

 

Então, na hora de se programar para estudar Matemática para o Enem, dê atenção especial a esses tópicos. "Podemos dizer que esses assuntos correspondem a 90% da prova de Matemática do Enem", reforça Borges. Assim, você otimiza os seus estudos e aumenta as suas chances de acertar um maior número de questões na prova, já que dedicou mais tempo para as matérias que aparecem frequentemente.

 

2. Monte uma rotina de estudos

Não adianta conhecer o padrão das provas do Enem se você não se organizar e estudar as matérias, não é mesmo? Por isso, nossa segunda dica não poderia ser outra! É preciso montar uma rotina de estudos eficiente para absorver o máximo do conteúdo programático cobrado no exame.

A organização de um cronograma e de um horário de estudos depende muito da rotina de cada estudante. Então, você deve iniciar essa tarefa listando as atividades que faz no cotidiano — coloque, por exemplo, os horários em que tem aula ou faz algum esporte.

Depois, identifique os períodos disponíveis para os estudos. Em seguida, é hora de dividir esses momentos de acordo com as matérias que você precisa estudar. O indicado é ter um cuidado especial com os temas que você considera mais difíceis. Por isso, se a Matemática é um desafio, reserve mais tempo para ela na sua rotina.

Além de definir o seu tempo de estudo, não esqueça que também é importante reservar momentos para o descanso e o lazer, pois esse equilíbrio ajuda a manter o compromisso com a rotina estabelecida.

 

3. Escolha uma metodologia

Engana-se quem pensa que todos conseguem os mesmos resultados estudando de maneira igual. Na verdade, cada um tem uma forma mais eficiente de aprender. Por exemplo, alguns gostam de assistir à videoaulas, outros preferem ler e fazer resumos dos assuntos.

Frequentar aulas, revisar em casa, montar um grupo de estudos, ensinar alguém menos experiente, experimentar jogos matemáticos, explorar diversos materiais disponíveis na internet... todas essas são formas de aprender.

Por exemplo, em Matemática, um ponto muito relevante é a memorização de fórmulas. Isso normalmente é um desafio, já que são muitos detalhes para lembrar. Por isso, o nosso conselho é manter um registro com as informações importantes. Você pode fazer resumos em um caderno, montar mapas mentais ou expor as fórmulas em locais da sua casa para ajudar na fixação.

 

4. Peça ajuda para professores e colegas

Quem tem dificuldade para estudar Matemática para o Enem pode aproveitar muitos benefícios ao pedir ajuda para quem entende mais sobre o assunto. Com certeza, os seus professores são capazes de ajudar e muito nesse desafio. Por isso, não deixe de tirar dúvidas durante as aulas e de frequentar os plantões de dúvidas.

Além disso, é muito útil estudar com um colega ou mesmo fazer parte de grupos de estudo. Assim, os estudantes ajudam uns aos outros, aprendem juntos, esclarecem dúvidas comuns e compartilham estratégias de aprendizagem. O coordenador de Matemática do Grupo Etapa, Alexandre Borges, enfatiza que os estudantes devem evitar distrações. “A disciplina e o foco nos estudos devem estar sempre em primeiro plano”.

E não são só os professores e os colegas que curtem Matemática que podem ajudar você. Estudantes que também tenham dificuldade na matéria são outra fonte de apoio, porque eles provavelmente enfrentam problemas semelhantes aos seus e podem trocar dicas de como superar os obstáculos.

 

5. Resolva exercícios

É claro que estudar a teoria é importante para conhecer a matéria, mas aprender Matemática envolve muita prática. Quem foca apenas o conteúdo vai ter mais dificuldade para entender e resolver as questões — principalmente as que envolvem muitas fórmulas.

Então, uma das principais dicas que podemos dar para que você adquira mais familiaridade com esse assunto e tire boas notas é resolver — muitos — exercícios. O ideal é fazer as provas anteriores do Enem, assim, além de praticar, você também conhecerá melhor como o exame aborda o tema.

“Uma boa estratégia é tentar fazer sozinho, sem consultar suas anotações, os exercícios resolvidos pelo professor durante as aulas. No começo, pode parecer difícil, mas a prática irá te ajudar a resolver exercícios cada vez mais complexos. Afinal, entender e aprender são coisas diferentes”, complementa Borges.

Como cada prova tem um estilo específico, também é interessante conhecer o tipo de questões dos vestibulares que você pretende fazer. Além de baixar as provas anteriores, invista também em simulados, que são preparados de acordo com a análise que os professores fazem dos exames. Logo, resolver esses exercícios é uma ótima maneira de avaliar o seu desempenho e descobrir o que você precisa estudar mais.

 

Estudar Matemática para o Enem não deve ser encarado como uma tarefa difícil. Seguindo nossas dicas, você conseguirá se organizar da melhor forma e poderá alcançar ótimos resultados na prova, aumentado as chances de ser aprovado em uma boa universidade.

Que tal contar com a nossa ajuda nessa fase de estudos? Confira mais dicas para ir bem nos principais vestibulares!

 

Conheça mais o Curso Etapa

Como estudar para o Enem? Confira o guia completo!
Saiba mais sobre os tipos de redação dos vestibulares
Posts relacionados
Saiba mais sobre os tipos de redação dos vestibulares
Saiba mais sobre os tipos de redação dos vestibulares
Como estudar para o Enem? Confira o guia completo!
Como estudar para o Enem? Confira o guia completo!

Comment

Cadastre-se no Blog

Cadastre-se no blog