MATRÍCULAS

Receba informações

Internacional

Aprovações Internacionais 2020: Maria Luísa Vieira Parada

Por Colégio Etapa em 06/07/2020
Maria Luísa Vieira Parada foi aprovada em Purdue University e na Princeton University, onde escolheu estudar.

Princeton University e Purdue University

 

Maria Luísa Vieira Parada, 17 anos, iniciou os estudos no Colégio Etapa Valinhos em 2017, depois de ter participado do Desafio Etapa e conquistado uma bolsa para cursar o Ensino Médio. “Cheguei ao Etapa motivada pela tradição do Colégio em preparar os jovens para as competições científicas e pelo histórico de aprovações em universidades do exterior”, relembra.

E Maria Luísa soube tirar proveito disso. Ao longo de sua trajetória acadêmica, ela conquistou 17 medalhas em olimpíadas estudantis de Ciências Exatas e de Biológicas. Entre os destaques, estão: uma medalha de bronze na Olimpíada Brasileira de Física (OBF) em 2017; duas medalhas de ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) em 2018 e 2019; uma medalha de ouro na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) em 2018; uma medalha de prata no Torneio Internacional de Jovens Físicos (IYPT) em 2019; e uma medalha de prata na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) em 2019.

A aluna também foi premiada com uma medalha de bronze na competição internacional do Instituto de Física e Tecnologia de Moscou (MIPT Phystech) em 2018.

 

Inspirando as novas gerações

Durante as competições das quais participou, Maria Luísa notou que a presença das meninas nesses espaços ainda é muito pequena. Por conta disso, ela se engajou em projetos sociais de empoderamento feminino, com o objetivo de estimular o interesse das garotas pela Ciência.

“Nesses projetos, eu compartilhava as minhas experiências nas olimpíadas, organizava eventos para a comunidade e encorajava as meninas a desenvolverem novas aptidões. Acredito que isso contribuiu para o meu crescimento pessoal, pois eu superei a timidez e desenvolvi noções de liderança, que serão fundamentais para a minha carreira”, diz.

Por outro lado, a paixão de Maria Luísa pela Ciência atraiu a atenção do meio acadêmico. Em 2018, ela participou do Física nas Férias, curso de verão realizado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e se destacou a ponto de ser convidada para realizar um projeto de Iniciação Científica na área de Radiobiologia Computacional.

Depois disso, em 2019, fez cursos de verão no Instituto de Física de São Carlos e no Perimeter Institute for Theoretical Physics, localizado no Canadá. E, em 2020, a jovem participou do I Simpósio Brasileiro de Mulheres em STEM¹, realizado pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), para falar sobre projetos de incentivo à Iniciação Científica.

 

Dever cumprido

Naturalmente, o currículo acadêmico de Maria Luísa Vieira Parada foi determinante para a sua aprovação nos cursos de Engenharia Mecânica e Aeroespacial da Princeton University; e no curso de Engenharia Aeroespacial da Purdue University.

“A Engenharia Aeroespacial é um campo restrito no Brasil. Por essa razão, eu concluí que a única forma de expandir os meus conhecimentos seria estudando em universidade internacional. Além disso, o incentivo à pesquisa científica desde o início da graduação foi outro fator que me fez persistir nesse objetivo”, explica.

Para ela, as aprovações internacionais significam a realização de um sonho. “Todo o esforço empregado nos últimos anos valeu a pena. Assim como quando vim para o Colégio Etapa, a aprovação em Princeton fez com que eu enxergasse um horizonte de novas oportunidades. A possibilidade de passar os próximos quatro anos entre os melhores estudantes do mundo e com professores reconhecidos com o prêmio Nobel é simplesmente indescritível”, anima-se.

Maria Luísa Vieira Parada estudará na Princeton University.

Princeton University 

 

Sobre a Princeton University

A Princeton University é considerada a melhor instituição de ensino superior dos Estados Unidos pelo ranking U.S. News & World Report e faz parte da Ivy League, o grupo com oito das universidades mais prestigiadas do país.

Princeton é referência internacional em produção de conhecimento científico e se destaca por ter professores reconhecidos com o prêmio Nobel, os quais costumam envolver os alunos em pesquisas desde o início da graduação.

O hall da fama dos docentes de Princeton inclui nomes como o do físico alemão Albert Einstein e de Kurt Gödel, filósofo reconhecido por suas contribuições em relação aos fundamentos da Matemática.

¹STEM: sigla em inglês que se refere aos termos Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

 

Conheça mais sobre o Colégio Etapa

Artigos Recomendados

Cadastre-se e fique sabendo das novidades